Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Viver com sentido

Existe mais para além do que nos contam..!

Viver com sentido

Existe mais para além do que nos contam..!

Psyllium Husk e a saúde intestinal

Resultado de imagem para psyllium husk IBS

  Fica a conhecer o que é, para o que serve e quais os seus benefícios, bem como a minha experiência pessoal!

Psyllium husk é um tipo de fibra solúvel proveniente de uma planta (plantago ovata), maioriatariamente conhecida na "culinária" pelas suas propriedas aglomerantes.

Por ser um tipo de fibra solúvel, esta "absorve/aglomera" líquido, fazendo com que as receitas fiquem mais consistente apenas com 2-3g. Mas melhor que esta sua propriedade culinária, são as suas utilizações na SINDROME DO INTESTINO IRRITÁVEL!

  SIM! Cada vez mais tem vindo a ser estudada e testada, ainda que com pouca evidência. Após ter lido diversos estudos sobre a sua utilização, as quantidades e os possíveis benefícios, resolvi dar-lhe uma hipótese.

  Há mais de 4 meses que consumo quase diariamente, normalmente nas panquecas ou papas. Quando iniciei este "teste", quis que fosse um hábito consistente porque na SII (e em quase tudo na vida), importa a nossa CONSISTÊNCIA e junção de todos os nossos hábitos. 

  Ora, não podia deixar de ressalvar que a SII é uma síndrome bastante inespecífica e muito pessoal, sendo que normalmente quem sofre desta síndrome costuma ter tendência a sofrer por ansiedade ou stress, facto que POR SI SÓ, tem imenso impacto na forma como o nosso intestino funciona. O intestino é quase o nosso segundo cérebro e um dos maiores orgãos imunológicos! Qualquer estímulo (externo ou interno), pode perturbar a sua homestasia. 

 

   Bem, continuando nas propriedades... 

 

  O consumo diário de fibra é benéfico para todas as pessoas, não só para a saúde intestinal, mas para a saúde no geral, sendo que os seus benefícios devem ter em consideração o tipo de fibra e quantidade ingerida.

   A fibra pode ser considerado um PREBIÓTICO, o que difere de PROBIÓTICO que são bactérias vivas exógenas, uma vez que são produtos que consumimos (ex: iogurtes e derivados lácteos fermentados). Já os prebióticos servem como substrato para a produção de bactérias intestinais, que são essenciais. 

PS: quanto a probióticos, esse é outro assunto a abordar à parte!

   Existem fibras insolúveis, que não são absorvidas pelo nosso organismo e apenas têm o objectivo de acelerar o trânsito intestinal e as fibras solúveis, que têm como objectivo conferirem "textura" e moldar as fezes. Para além disso, cada fibra poderá ter maior ou menor capacidade de fermentação no nosso intestino, responsável por causar grande quantidade de gás (ex: a maioria dos legumes) ou pode ser mais ou menos osmótica (capacidade de chamar água ao intestino).

   Todas elas são muito importantes e funcionam de forma diferente, o que significa que cada alimento tem impacto diferente em nós.

Resultado de imagem para poop

 

   Relativamente à SII, o psyllium husk tem sido utilizado e testado com resultados positivos nas situações de OBSTIPAÇÃO, pela suas suas propriedades osmóticas e por ter baixa capacidade de fermentação (o que é óptimo porque não causa flatulência). Como toda a fibra, deve ser consumido em moderação, porque FIBRA A MAIS PODE SER PROBLEMÁTICO!! 

Já para padrões maioritariamente diarreicos, a goma guar tem tido bons resultados na SII.

Considero muito importante estes dois posts sobre a saúde intestinal e o excesso de fibra para a população em geral.

 

A MINHA EXPERIÊNCIA PESSOAL

   Vou reforçar - EXPERIÊNCIAS PESSOAIS não constituem qualquer tipo de evidência, pelo que não é replicável para as outras pessoas.

   O que posso dizer? De facto, a minha saúde intestinal tem estado maioritariamente normalizada, sendo que o adjectivo "tranquilo" na SII significa que há sempre maior exacerbação em comparação a uma pessoa "normal".

   O meu trânsito intestinal tem estado optimizado, regularizado e com poucos episódios de dores, flatulência dolorosa ou episódios de crise. CONTUDO, não posso afirmar que seja simplesmente do psyllium husk porque procuro SEMPRE ver o que funciona melhor comigo e evito o que sei que me causa transtorno. Isto serve para dizer que:

  O psyllium NÃO É MÁGICO e tal como tudo, não serve de muito quando não vamos melhorando outros hábitos alimentares. 

  Ainda assim, a minha opinião sobre o psyllium husk é positiva, nem que seja pela perspectiva de que não sofri de gases ou distensão abdominal. Ah, e porque fica fantástico nas minhas receitas das papas amigas-do-intestino e das panquecas.

    

ONDE COMPRAR?

  Existe no celeiro e provavelmente noutras lojas de produtos naturais, bem como nos sites online de suplementação. Não consumo nenhuma marca em específico, simplesmente o único ingrediente será psyllium husk. 

 

QUANDO UTLIZAR?

   Estão descritos benefícios na toma diaria de 2-4g, não associado a nenhuma "hora do dia". Eu costumo consumir ao pequeno-almoço ou ao lanche, nos snacks que faço.

 

 

7 comentários

Comentar post