Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Viver com sentido

Existe mais para além do que nos contam..!

Viver com sentido

Existe mais para além do que nos contam..!

Obstipação e o consumo de fibra

   

fibras.jpg

 A conversa dizia respeito à ingestão de alimentos ricos em fibra, iniciando-se com a frase tão famosa de “é integral, não faz tão mal”. Ora pois bem, é disto mesmo que venho falar... Sobre o meu modo de ver a “fibra”, acompanhado da minha experiência. Acompanhem-me... Podem acabar por se surpreender e, quem sabe, reverem-se!

  A fibra é parte constituinte dos alimentos, no entanto, fornece pouca quantidade de energia (2kcal/gr), sendo que existe fibra solúvel e insolúvel. Para além de se encontrar nos grãos/cereais integrais, está também presente na verdura/legumes/fruta, assumindo importância no funcionamento do trato intestinal, mas isso já todos sabem. Tudo bem...

 Para começar, quem está preocupado com o seu consumo de fibra diário é uma pessoa que, por si só, já se preocupa com a sua alimentação e, na sua generalidade, terá  “bons” hábitos alimentar promotores de saúde.

  Ok... nada de novo, Carolina.

 Os “experts da nutrição” dizem que para um correcto funcionamento intestinal deve-se primar o consumo de cereais integrais e muita fibra, beber muita água e realizar exercício físico.

 

Ponto nº1: Tais conselhos devem ser seguidos maioritariamente, quer seja para o trânsito intestinal ou não. 

  Consumir mais fruta, mais legumes, prefere-se o pão escuro a pão “branco”, evita-se a massa e troca-se o arroz por arroz integral, evita-se as bolachas de “água e sal”, preferindo snacks integrais - Tudo isto prol de “ser mais saudável”.

Certo, não posso julgar ninguém por procurar realizar uma alimentação saudável, fico mesmo feliz que o faça!

 Onde quero chegar? Ao mesmo de sempre... Nem tudo o que é dito por “experts da nutrição” é o que está mais correcto.

 

Ponto nº2: Nunca generalizar e/ou assumir que o que funciona com uns, deve (ou devia) funcionar connosco.

 Ora cá estamos perante mais um dos mitos – Uma alimentação correcta deve ser feita à base da “integralidade” dos alimentos. É comum ouvir dizer que os nutrientes estão apenas presentes quando os alimentos são integrais e não foram “processados”, certo?

 

Ponto nº3:

 Muitos dos alimentos que consomem e dizem que são “integrais/fontes de fibras” são mais processos que o pão “branco” que o vosso Avô comia e, mais uma vez, os Antigos é que sabem... não é?

 

Ponto nº4

  Muitas das pessoas acabam por preferir os “snacks integrais” provavelmente por pensarem que é uma forma de ingerir uma quantidade adequada de fibra, no entanto, estão a ingerir pouca ou nenhuma. A maior parte dos snacks integrais são balelas e não é por terem um Rótulo-Chapa-5-Integral ou serem de uma Marca-Cara-e-Conhecida que significa que são mais nutritivos ou que fará "menos mal". Parabéns, acabaram de gastar mais 2€ por algo que não faz assim tanta diferença.

Atenção: Não tenho nada contra porque eu própria compro alguns desses snacks e gosto, mas faço-o exactamente por isso, porque gosto. A questão é somente a falta de informação.

 

Ponto nº5 – e GRANDE mito.

 Não é por consumirem a forma integral dos alimentos que não vão ganhar peso/celulite. Portanto, não é por comerem arroz integral ou somente batata doce que os ganhos de peso/gordura/celulite serão feitos de forma mais controlada ou minimizada. Nada disso e não está associado/comprovado cientificamente, muito menos a lenga-lenga do IG dos alimentos... Só complicações!

 

Ponto nº6 

 O maior consumo de alimentos ricos em fibra está associado a um melhor funcionamento intestinal, o que associamos a uma “barriga lisa” e sem inchaço.. Seria um pensamento correcto! Mas, por vezes, o consumo de fibra é EXCESSIVO para o vosso organismo, o que cria o efeito oposto.  

  Falo da minha experiência que, tal como vós, ando aqui na luta para entender o que funciona bem ou mal comigo e tem sido... Ufa, uma aprendizagem!

  No meu caso, a fibra foi um dos pontos PRINCIPAIS para sentir-me melhor! E acreditem... foi exactamente fazer o contrário que se diz que é Ser Saudável.

 Eu era uma rapariga com um funcionamento intestinal “não muito boml” e que acreditava que um elevado consumo de fibra me iria ajudar no trânsito intestinal. Já comia muita fruta com casca, muitos legumes e verdes, já bebia muita água e faço exercício.. O que raio está mal? Porque me sentia tão inchada, com tanta cólica.. Mais linhaça? Mais legumes?? Ja usava farinhas integrais e farelos... QUE VOU FAZEEEER?? 

  Até que pesquisei e, principalmente, fui experimentando. Inicialmente foi difícil, porque estava a fazer algo que ia “contra” ao que se diz ser saudável - Diminuir a quantidade volumosa de legumes, deixar de parte as farinhas e alimentos estranhos super integrais ou low carb – O que aprendi?

 

Muita coisa e, em especial, que temos a tendência (e eu incluo-me) de complicar bastante. Se gosto de bolachas integrais e pão escuro? Gosto sim e cosumo mas neste momento SEI que é o excessivo consumo de alimentos ricos em fibra resulta mal e que funciono BEM MELHOR com alimentos tão simples (e nutritivivos, valha-me deus!) quanto arroz branco, batata, massa, pão esem quilos de legumes.

Resultado: Sinto-me muito menos inchada ou com cólicas e com melhor funcionamento gastrointestinal).

 

Simples, muito simples, e não requer eliminar os bons hábitos alimentares que, em nada, se relacionam com o teor de “integralidade” alimentar.

 

 É BASTANTE COMUM o inchaço abdominal, as cólicas e a flatulência deverem-se à quantidade excessiva de fibra. Sim, excessiva... Do arroz/massa integral, das aveias, farelos e centeios integrais, das quantidades abismais de bróculos e couve-flores que ingerem em prol de não ingerirem outro tipo de hidratos (porque engordam...?). Mas o inchaço continua portanto, toca a aumentar a ingestão de fibra! E é um ciclo..

ALGUÉM SE REVIU?

 Cuidado. Muitas vezes o problema está aí mesmo. A ingestão de fibra em grandes quantidades TEM IMPACTOS GASTROINTESTINAIS e causam desiquilíbrios, podendo alterar a vossa flora intestinal, que é natural e SAUDÁVEL!

  E depois há maior dificuldade na degradação dos alimentos e aí estão as cólicas e inchaços.. E gases (sei que não é bonito falar nisto mas é real).

Não se deixem levar por mais um dos mitos/regras do mundo do fitness e alimentação!

  Se se reviram um pouco nesta história e se comem muito daquilo que disse... Façam como eu e dêem uma oportunidade! Podem MESMO surpreenderem-se :)