Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Viver com sentido

Existe mais para além do que nos contam..!

Viver com sentido

Existe mais para além do que nos contam..!

Como ter tempo para tudo? - Sê IMPARÁVEL no TEU tempo

Resultado de imagem para relogio tempo

   

    "Como é que tens tempo para tudo?" 

    Resposta simples: Não tenho!

   Todos temos as mesmas 24h no dia, portanto, como é possível que algumas pessoas pareçam ter "tempo para tudo"? É nada mais que uma questão de perspectivas.

    O primeiro erro é a comparação entre o "meu" tempo e o "teu" tempo. Porquê? Porque as pessoas são totalmente diferentes. 

   A produtividade e a capacidade para "fazer coisas" é algo intrínseco e tem que ser tida em conta - há pessoas que precisam de "mais tempo" e é perfeitamente aceitável porque cada um tem o seu ritmo e o seu tempo. Ainda assim, é possível aprendermos a gerir melhor o nosso tempo. Como? Aprendendo a definir prioridades, palavra esta que vai ser muito repetida neste post.

    Mais uma vez, as prioridades são pessoais e vão mudando consoante o nosso crescimento pessoal, mas há uma coisa muito importante e, provavelmente, o que te falta para conseguires gerir o teu tempo:

 

1. Saber distinguir uma prioridade de uma obrigação 

Como assim "obrigação"? Eu explico com um exemplo pessoal:

    Há muito tempo atrás, treinar era uma prioridade para mim - Era uma prioridade porque me fazia sentir bem ir quase todos os dias lutar por um físico melhor.  Revês-te?

    Pois... mas surgiram outras "prioridades" e eu fiquei "sufocada" com tantas prioridades e, afinal, sem tempo para nada. Até que... Realmente percebi que a prioridade de "treinar" era nada mais que uma "obrigação" de o fazer para sentir-me bem comigo, como forma de atenuar outros "medos" e comportamentos que são nada mais que o comum padrão alimentar deturpado mas facilmente aceite como normal - em especial nas redes sociais. Dei este exemplo pessoal de propósito porque é frequente ver o treino ser encarado como uma prioridade porque  "adora-se treinar" mas, se calhar, não... 

    Qual foi a importância deste exemplo? Não, não é para julgar quem treina todos os dias mas SIM alertar que há muita prioridade que é nada mais que uma obrigação e é necessário haver pensamento crítico sobre o nosso tempo, caso não como podemos aprender a geri-lo?

      Prioridades reais e sem mimimi. 

 

2. Como ser produtiva e fazer o que tem de ser feito? 

    Mesmo dentro das prioridades, nem sempre há motivação. Ahh verdade! E às vezes custa tanto...

    Mais uma vez, é importante ter em consideração que cada pessoa é uma pessoa. Eu criei um mindset de que o que é para fazer, tem de ser feito e quando mais depressa, melhor.

    Não gosto de deixar para amanhã o que posso fazer hoje. Literalmente. Certamente que será apenas mais um extra para "amanhã" e eu não vou ter "tempo" para isso.

    Se pensarem bem, vocês são as pessoas que melhor se conhecem e sabem o que melhor funciona para vocês!

   "Eu treino melhor de manhã", "eu prefiro fazer logo as marmitas para a semana", "eu estudo melhor de noite" - Certo? Vale para tudo!

   Vou deixar aqui a sugestão de um exercício SUPER RÁPIDO (porque não há tempo a perder!) que eu fiz e que me ajudou bastante a perceber como posso introduzir as minhas "rotinas" de acordo com a minha energia diária e semanal.

Ainda estão aí ou já não têm tempo para mais? 

Captura de ecrã 2018-04-09, às 14.54.26.png

PS: Tentei fazer um gráfico "jeitoso"... 

 

     O que é isto? É um exemplo do meu gráfico representativo de "energia diária" durante a semana.

     Eu sou uma pessoa que funciona com a luz do dia - a minha energia vai crescendo desde que acordo e diminui com a luz do dia.

    Durante a semana, a minha energia vai diminuindo conforme as minhas rotinas. A sexta-feira, como já é  "final" da semana, já estou mais cansada, pelo que o meu nível "basal" de energia é mais baixo que nos restantes dias. As sextas são dias de mestrado e são bastante cansativos mentalmente, pelo que ao sábado é dia em que tenho menos energia, acrescentando o facto de que durmo pouco de sexta para sábado.

    Qual é a importância? Saber distribuir tarefas ao longo da semana! Nem que seja... distribuir os treinos! Mais um exemplo pessoal: Antes, o sábado era um dia em que eu treinava e experimentei várias vezes em ir treinar de tarde, depois do mestrado. Erro..! É o dia em que menos energia tenho! Mas o treino é uma prioridade e NÃO UMA OBRIGAÇÃO, então simplesmente troquei para outro dia. Estão a entender? Parece tão simples mas falhamos muito ao fazemos a incorrecta distinção entre o que são reais pioridades.

     Ok! Já vos dei uma ferramente super interessante e fácil de utilizarem! Querem outra? Será que este post é uma prioridade e há tempo para continuarem a ler?

    Há tarefas que têm mesmo de ser feitas. Ponto final. Não há nada pior que associarmos algo que menos gostamos a uma altura em que estamos mais cansadas ou stressadas. 

Captura de ecrã 2018-04-09, às 15.15.23.png

Por esta não esperavam heim... que jeitinho!

 

    O ser humano é mesmo assim, precisa de um empurrãozinho..! Se associarmos uma tarefa que menos gostamos num dia/hora em que estamos menos fisica/mentalmente disponível, então dá mau resultado: mau humor e provavelmente não fica nada de jeito - o treino corre mal, a comida fica sem sabor, o estudo não rendeu... MAS, se for algo que não gostamos de fazer mas distribuirmos num dia ou hora em que estamos com mais energia, a coisa faz-se e provavelmente muito melhor do que esperávamos!

 

    Olhem que simples!

 

    Acreditem que eu aplico este dois exercícios às minhas tarefas! Aponto o que tenho para fazer e, uma vez que existem rotinas FIXAS, simplesmente distribuo as minhas prioridades de acordo com a minha energia e assim parece que faço mais coisas e mais tempo!

   Voltamos ao ponto inicial do post - É tudo uma questão de perspectivas e de prioridades, pois vamos SEMPRE encontrar tempo para o que damos valor!

   Espero que este post vos ajude muito!!

 

6 comentários

Comentar post