Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Viver com sentido

Existe mais para além do que nos contam..!

Viver com sentido

Existe mais para além do que nos contam..!

Será necessário suplementar com proteína?

1.jpg

O presente post foi pensado e escrito com a ajuda de Hugo Amaro - Nutricionista Estagiário à Ordem.      

 

Suplementar – adj: Que serve como suplemento; Que pode ser acrescentado de modo a adicionar; Acessório; Complementar.

A suplementação é um tema bastante comum, sendo mais comum ainda qualquer pessoa utilizar algum tipo de suplementação.

Não podia deixar de fazer referência aos destaques que o Hugo tem no seu instagram, relacionados com a SUPLEMENTAÇÃO!

 

 Existem mil e um produtos à venda, todos eles com a semelhante descrição: Ajuda na manutenção muscular, na prevenção do catabolismo e na recuperação pós-treino, contribuindo para o aumento de massa muscular e perda de massa gorda. Produto fantástico, resultados ainda mais fantásticos! – Assim, surge a ideia tão enraizada que par realmente atingir os tais “resultados fantásticos” é necessário suplementação.

 Tal como em tudo, as indústrias querem é vender e sabem muito bem como fazê-lo! Utilizam a imagem de uma pessoa conhecida com um corpo super fit, patrocionando-a e, como tal, a mesma usa os seus produtos dizendo que são “os melhores que já experimentou e que foi com isto que sentiu a diferença e começou a ver resultados”. Amén.

 Para suplementar é necessário caso exista necessidade para tal - partindo do princípio que o suplemento TEM evidência científica de BENEFÍCIOS, mas isso são outros assuntos. Falando de forma mais específica para a proteína, a eficácia da utilização de whey depende se conseguem ou não atingirem os valores “ideais” diários (mais coisa, menos coisa) de proteína através da alimentação. Como tal, porque dão tanta importância a um suplemento se, DESDE SEMPRE, o que existe é comida?

 

 A verdade é que a maioria das pessoas come quantidades “excessivas” de proteína... Excessivo não no sentido de existir efeito deletério na saúde, em especial, na função  função renal (agravamento da função renal devido a consumos excessivos de proteína é ainda um assunto não consensual) mas no sentido literal da palavra – de ser a mais e que podiam retirar melhor partido de outros macronutrientes!

  Uma vez que existe cada vez mais uma consciência para uma alimentação "pouco processada" e natural, será que através da suplementação estarão a tirar o melhor partido da vossa alimentação? Até que ponto é que comerem proteína a mais, diariamente traz benefícios? Não será mais um mito de que "muita proteína é bom" ou, neste caso, evitando os hidratos de carbono na vossa dieta?

  É claro que a proteína em pó é uma opção simples e bastante prática, no entanto, não é fundamental.

 Como tudo, não existe um preto-e-branco e há quem precise de suplementar apenas para atingir os valores "ideais". A resposta parte do princípio de acreditarem que a proteína é mágica e que, se a consumirem em grandes quantidades, irão ganhar mais massa magra. A proteína equivale, caloricamente, aos hidratos (4kcal/g). A decisão de terem a quantidade de proteína dirária mais elevada do que REALMENTE precisam para atingirem os vossos resultados, deve-se provavelmente a terem algum receio que os hidratos engordem mais... Não funciona assim, lamento. Da mesma forma que não é por comerem muita proteína que vão perder massa gorda enquanto mantêm massa magra. Simplesmente os alimentos proteícos, em comparação com os alimentos com maior teor de hidratos, acabam por vos saciar por mais tempo pelo que:

  •  Refeição proteica + salada/legumes = poucas calorias –> a seu tempo, há uma redução calórica suficiente para vos fazer perder peso.

 Já para o ganho de massa magra, a proteína é importante SIM mas é o factor fundamental? Não. Se gostam de utilizar proteína em pó? Força! Mas por favor, não me digam que é necessário suplementar para se conseguir bons resultados.

Food is fuel – Já “diziam” os vossos antepassados.

 

  Contudo, proteína é um macronutrientes bastante importante na nossa alimentação mas acreditem, a maioria das pessoas que está aqui a ler isto - e que provavelmente chegou aqui através do meu instagram - tem um grande controlo na sua alimentação e, certamente, que não terá qualquer tipo de défice proteíco. 

 

Cada pessoa é uma pessoa e as suas necessidadessão individuais, não devendo basear-se em comparações de redes sociais.